Chico Buarque, Ruy Castro e Tatiana Salem Levy são alguns dos contratados por ex-diretora editorial da Objetiva

Ficção e não ficção nacionais, além de livros digitais a partir de música, são foco da Foz, prevista para setembro

RAQUEL COZER
COLUNISTA DA FOLHA

Oito meses atrás, o mercado foi surpreendido com a notícia da saída de Isa Pessoa do cargo de diretora editorial da Objetiva, uma das principais editoras do país.

Isa estava havia 17 anos no cargo. Deixou a casa, da qual tinha 1% de participação, às vésperas da Feira de Frankfurt, e partiu para um período sabático na Itália, informando apenas que voltaria ao mercado após o Carnaval.

Desde então, seus planos foram mantidos num sigilo surpreendente, ainda mais levando em conta os resultados já alcançados: em setembro, ela deve pôr no mercado o primeiro título de sua própria editora, a Foz (ou “fosh”, em seu sotaque fluminense).

A casa já tem contratadas obras de 12 autores, entre eles Chico Buarque, Ruy Castro, Nelson Motta e Tatiana Salem Levy. O primeiro título será “Alta Ajuda”, com ensaios de Francisco Bosco.

Esse sairá em papel, mas o foco principal, segundo Isa, será o digital. Não os e-books “puros e simples”, mas um tipo de livro que no Brasil ainda não emplacou: os chamados aplicativos de livros, que ela prefere chamar de “livros digitais, pensados originalmente para a leitura digital”.

O carro-chefe se chamará Coleção Mestre-Sala, com paradidáticos digitais criados a partir de clássicos da música brasileira, sob supervisão da pesquisadora Marisa Lajolo.

Três títulos estão em pré-produção: “Morena de Angola” (Chico Buarque), “João e Maria” (Chivo/Sivuca) e “O Mestre Sala dos Mares” (João Bosco/Aldir Blanc).

As músicas serão a “espinha dorsal” dos livros. No caso de “Morena de Angola”, ela explica, além de ouvir Chico cantando, o aluno poderá estudar ortografia, história e geografia a partir da letra.

A editora calcula que a produção de cada um não sairá por menos de R$ 90 mil, um valor alto para um aplicativo de livro, que em geral pode ficar em torno de R$ 30 mil.

Entre outros encargos, estão considerados aí os custos de novas gravações das músicas por Chico e pelos outros artistas envolvidos, já que para usar as originais ela teria de pagar direitos autorais também às gravadoras.

VALORES

Entre 2010 e 2011, várias editoras brasileiras, como a Globo, a Ediouro e a Peirópolis, iniciaram investimentos na área, mas boa parte dos projetos foi engavetada. Editores consultados pelaFolha dizem que é um investimento “caro e sem retorno”.

Isa conta principalmente com compras pelo governo -desde o edital referente a 2014, publicado no ano passado, as compras para escolas públicas preveem a produção de conteúdo digital.

“Mas também colocaremos no iTunes, no Google Play, em todo lugar. Vamos adaptar para todas as plataformas”, diz à Folha, de sua cobertura em Ipanema, a niteroiense, que completa 54 anos amanhã. A editora ficará a poucas quadras de sua casa, com mais de dez pessoas já contratadas. Por ora, a casa faz as vezes de escritório.

Isa diz que, além do investimento inicial próprio -parte dele decorrente da venda de sua participação na Objetiva-, ela contará em breve com outros investidores nacionais, que não especifica.

IMPRESSOS

Ser agente literária, como se chegou a especular, Isa afirma que nunca passou por sua cabeça. “Trabalhar com a produção de livros é o que me interessa. A ideia, a edição, a conversa com o autor, a definição do título”, diz.

Ao contrário de Luciana Villas-Boas, que recentemente deixou a Record para virar agente e se assume como uma editora de “ideias pontuais” sobre as obras de seus autores, Isa diz que gosta de palpitar e mexer nos textos. E, pelo jeito, seus autores aprovam o método de trabalho.

Do elenco que estreia na Foz, foram publicados por ela na Objetiva, por exemplo, Paulo Scott, Marcelo Rubens Paiva e Ruy Castro. “Isso de exclusividade não existe, mas, é claro, gostaria que os autores ficassem só comigo.”

Advertisements

About jeansobrinho

JJ Sobrinho, was born in Paraná Umuarama. He currently works as a Business Consultant in the area of Information Technology. He graduated in Business Administration and holds a MBA in Computer Science. He has worked as Executive Director MyOffer Brazil Ltda Consultant and Manager of Information Technology at the Institute ISULPAR-Coastal Paraná Curitiba PR Education: Faculty Dr. José Correia Leocádio Bachelor of Business Administration University of Paraná Tuiuti Bachelor of Computer Science

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s