Cildo Meireles e Lygia Clark são alguns dos nomes que ganharão cinebiografias

LÚCIA VALENTIM RODRIGUES
DE SÃO PAULO

Depois dos malditos, que venham os artistas.

Na última quinta (24), “Mr. Sganzerla”, documentário de Joel Pizzini sobre o universo do cineasta marginal Rogério Sganzerla (1946-2004), encerrou o projeto Iconoclássicos, com longas gratuitos produzidos pelo Itaú Cultural.

Agora, a instituição passa a investir em filmes sobre artistas visuais. Os primeiros escolhidos são o carioca Cildo Meireles, o mexicano Héctor Zamora e a mineira Lygia Clark (1920-1988).

A diretora Marcela Lordy, que já foi assistente de Hector Babenco e Walter Salles, retrata o processo de criação de Meireles. “Oir o Rio” está sendo finalizado e deve estrear no segundo semestre.

Leandro HBL, da série “Reis da Rua” da TV Cultura, vai filmar a biografia de Zamora.

Já o filme de Lygia Clark, encomendado pela própria família da artista, ainda não tem diretor indicado, mas deve ficar pronto a tempo da exposição dela, planejada para setembro no Itaú Cultural, localizado na avenida Paulista.

Segundo Claudiney Ferreira, gerente do núcleo de audiovisual e literatura, a série vai durar até 2014.

Já o extinto Iconoclássicos ganhará uma caixa de DVDs em 28 de agosto, acompanhada de um livro de ensaios.

Os cinco filmes tiveram público estimado em 14 mil espectadores. “Daquele Instante em Diante”, de Rogério Velloso, sobre o músico Itamar Assumpção, respondeu por metade dessa audiência.

Os outros longas são “Ex-Isto”, releitura de obra de Paulo Leminski por Cao Guimarães; “Evoé!”, sobre o diretor teatral Zé Celso Martinez Corrêa, por Tadeu Jungle e Elaine Cesar; “Assim É, Se lhe Parece”, que trata de Nelson Leirner pelo olhar de Carla Gallo; e “Mr. Sganzerla”.

Até o fim de 2013, os documentários viajam pelo Brasil, para passar em instituições parceiras do Itaú. As sessões devem começar por Curitiba, provavelmente em setembro.

Antes disso, em julho, a Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) deve abrigar um evento com os filmes.

O Itaú Cultural também prepara uma obra de referência na área audiovisual: uma enciclopédia de cinema, com 420 filmes desde 1896.

Deve ser lançada em novembro, com cerca de 40% do material pesquisado no ar e trechos de cada filme.

Atualmente, o site da entidade reúne verbetes divididos entre teatro, artes visuais, tecnologia e literatura.

Kety Fernandes, assistente do núcleo audiovisual, diz que a ideia é fazer as enciclopédias de artes “conversarem”, unificando seu conteúdo em um grande acervo.

About jeansobrinho

JJ Sobrinho, was born in Paraná Umuarama. He currently works as a Business Consultant in the area of Information Technology. He graduated in Business Administration and holds a MBA in Computer Science. He has worked as Executive Director MyOffer Brazil Ltda Consultant and Manager of Information Technology at the Institute ISULPAR-Coastal Paraná Curitiba PR Education: Faculty Dr. José Correia Leocádio Bachelor of Business Administration University of Paraná Tuiuti Bachelor of Computer Science

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s